CRITERIOS DE INCLUSÃO

          Podem se tornar beneficiárias do programa as famílias com renda media mensal entre R$00,00 (zero) e R$140,00 (cento e quarenta reais) mensais e que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

           Considera-se como unidade familiar as pessoas que vivem sobre o mesmo teto e dividem suas despesas com habitação, alimentação e higiene, mesmo não sendo parentes. Tambem se considera como família pessoas que vivem sozinhas. Existem casos de mais de uma família residindo no mesmo domicilio e que dividem apenas aluguel, agua e luz, mas não compartilham as despesas com vestuário e alimentação, neste caso as famílias são inscritas individualmente e ambas podem ser beneficiárias.

         Outra situação é a inscrição de moradores de rua que também são considerados como unidade familiar de uma ou mais pessoas, por exemplo se o morador tiver um (a) companheiro (a).

         Tambem devem ser inscritas, famílias indiginas e quilombolas que recebem atenção especial do MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome).

         Para calcular a renda percapita de sua família, basta somar todos os rendimentos de salários, aposentadorias, pensões, beneficios da previdência, auxílios, seguro desemprego, doações e demais. E dividir pelo numero de integrantes de sua família.

         Exemplo: Se uma família composta de 5 pessoas, ou seja o casal e três filhos onde apenas o marido trabalha e possui rendimento mensal de R$500,00. Dividimos a renda mensal que é de R$500,00 por 5 que é o numero de integrantes na família. O resultado será de R$100,00 por pessoa. Neste caso a família deve ser inscrita no Cadastro Único do Governo Federal.

     Podem ser inscritas no Cad Único, famílias com renda per capita de até meio salário mínimo ou renda total de até 3 salarios mínimos.

O valor pago as famílias varia de R$ 22,00 a R$ 200,00 de acordo com a renda percapita, numero e idade das crianças e ou adolescentes da unidade familiar.

Entenda como é calculado o valor pago pelo Bolsa Família:

O que é Cadastro Unico para Programas Sociais.

O CadUnico é um Instrumento de identificação e caracterização das familias de baixa renda no Brasil. Disciplinado pelo Decreto n° 6.135, de 36 de junho de 2007, e regulamentado pela Portaria nº 376, de 16 de outubro de 2008.

           Ele é a base de dados para todos os programas sociais do Governo Federal, inclusive  o Bolsa Família, Projovem Adolescente/Agente Jovem, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), Tarifa Social de Energia Elétrica e outros.

          Além disso, o CadÚnico também é utilizado para conceder a isenção de pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos realizados no âmbito do Poder Executivo Federal, conforme dispõe o Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008.

          O cadastramento não significa a inclusão automática da família nos programas sociais: a seleção e o atendimento da família por esses programas ocorrem de acordo com os critérios e procedimentos de cada um deles e avaliação do Governo Federal.

Uma resposta to “CRITERIOS DE INCLUSÃO”

  1. MARIA Says:

    QUERIA SABER SE UMA PESSOA Q É CONCURSADA E GANHA UM SALARIO MINIMO E TEM 5 PESSOAS NA CASA E DEPEDEM DA SUA RENDA PODE RECEBER BOLSA FAMILIA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: